domingo, 7 de setembro de 2008

Devedor de amor

"Estamos sempre em dívida perante os outros. S. Paulo disse esta coisa espantosa: "Não fiqueis a dever nada a ninguém, a não ser o amor que devemos uns aos outros." Nunca deixo de ser devedor de amor! Nunca posso dizer que trato alguém bem de mais. E, pela nossa limitação e egoísmo, ficamos sempre aquém daquilo que devíamos dar." (Vasco Pinto de Magalhães, s.j. in "Não há soluções, há caminhos")

1 comentário:

Mizi disse...

Oie, rapaz, tudo bom? Ainda lembras de mim? Sou o Mizi. Autor do blog Ad infinitum.

Estou comentando para dizer que seu blog é 10. Muito bom mesmo.

Aproveito para atualizar o endereço do meu blog (vc podia arrumar o link na sua página... o link está com o endereço antigo). Tive que mudar de endereço por causa de problemas frequentes com o servidor.

MEU NOVO ENDEREÇO É:

www.neo-ad-infinitum.blogspot.com

Espero que goste, estou publicando obras do Pe. Fábio de Melo, um padre brasileiro bastante famoso.

Abraços, amigo!