quarta-feira, 10 de setembro de 2008

A PAZ SE EXPANDE

«A experiência de paz interior também irradia pensamentos pacíficos para os meus semelhantes. Pensamentos hostis e raivosos não têm lugar aqui. A meu ver, a paz não é primordialmente um apelo para viver pacificamente com todos. A paz com as pessoas nasce, antes, da experiência da minha paz interior. Não preciso, então, criar nenhuma paz. Em mim há paz. E ela se expande por si mesma.» (Anselm Grün, em "O Pequeno livro da verdadeira felicidade")

2 comentários:

Viviana disse...

Olá querido amigo Paulo,

Por circunstâncias várias não tenho podido vir aqui.

È muito bom poder novamente ler os seus postes.

Sempre falam de coisas importantes e valiosas para nós como seres humanos.

A questão da Paz interior é sem dúvida a gènese da paz com os outros.

Eu entendo isso muito bem.

Quem tem paz interior não pode tratar mal ou desconsiderar os outros.

Não pode ser, é anti - natural.

Desejo que o bom Deus e Pai sempre esteja consigo.

Que Ele o continue a usar como vaso de benção.

"Quero ser um vaso de benção,
Sim um vaso escolhido de Deus,
para as novas levar aos perdidos,
Boas novas que vêm lá dos Céus.

Estribilho

Faze-me vaso de benção Senhor,
Vaso que leve a mensagem de amor!
Eis-me submisso pra teu serviço
tudo consagro-te agora Senhor.

Quero ser um vaso de benção
para todos os dias fazer
aos culpados que vivem nas trevas
o perdão de Jesus conhecer.

Quero ser um vaso de benção,
sim um vaso de benção sem par,
avisando que crentes em Cristo
jubilosos no Céu hão-de entrar.

Para ser um vaso de benção
é mister uma vida real,
uma vida fé e pureza,
revestida do amor divinal.

Hino da autoria de

Harper G. Smyth - 1873/1945

Nota: canto este hino desde criança

Um abraço no amor de cristo

Viviana

Roger disse...

Como diz Gilber Gil, a Paz invade o coração.

É um sentimento maravilhoso.

Sem dúvida, precisamos ter paz com Deus e conosoco (o que nem sempre é possível ao mesmo tempo, pois o mestre nos chama a aborrecermos a própria vida) se quizermos ter vitória em nossas guerras nesse mundo, contra esse mundo.

Gostei desse abrigo e quero voltar mais vezes.