sábado, 31 de janeiro de 2009

Aceitação de si mesmo (3 ªparte)

«Pelo olhar que poisa sobre nós, Deus convida-nos certamente à santidade, estimula-nos à conversão e ao progresso, mas sem nunca provocar a angústia de não a atingir, aquela «pressão» que às vezes experimentamos sob o olhar dos outros ou sob o julgamento que fazemos acerca de nós próprios: nunca nos portamos suficientemente «bem», nunca suficientemente isto ou aquilo, estamos permanentemente descontentes connosco mesmos, sentimo-nos sempre culpados por não correspondermos a tal expectativa ou a tal norma.

Não é por sermos pobres pecadores que havemos de nos sentir culpados por existir, como é o caso de muitas pessoas, muitas vezes inconscientemente.
O olhar que Deus poisa sobre nós autoriza-nos plenamente a sermos nós mesmos, com as nossas limitações e insuficiências, dá-nos o «direito ao erro» e livra-nos, diria eu, daquela espécie de coacção, daquela obrigação de que às vezes nos sentimos prisioneiros (obrigação que não provém da vontade de Deus, mas da nossa psicologia ferida) de sermos, afinal, diferentes daquilo que somos.

Sob o olhar de Deus, somos libertados da coacção de sermos «os melhores», de sermos perpétuos «vencedores»; podemos viver numa profunda descontracção, pois não temos que fazer esforços contínuos para nos mostrar bem dispostos nem que despender uma energia prodigiosa para parecermos aquilo que não somos: podemos ser, simplesmente, aquilo que somos, nem mais nem menos.
Não há melhor «relaxamento» do que repousar, como criancinhas, na ternura do Pai que nos ama como somos.»

(Jacques Philippe, em "A Liberdade Interior")

3 comentários:

Palavras de Osho disse...

Numa sociedade melhor, com pessoas mais compreensivas, ninguém o mudará. Todo mundo o ajudará a ser você mesmo, e ser você mesmo é a coisa mais rica do mundo.

Ser você mesmo lhe dá tudo aquilo que você precisa para se sentir realizado, tudo que pode tornar sua vida significativa.

Apenas sendo você mesmo e crescendo de acordo com a sua natureza realizará seu destino.

Osho, em "Não-Pensamento do Dia",
no site www.osho.com em 08/12/08

Viviana disse...

Paulo,

Antes de ter lido este texto, quando comentei o anterior, sem saber, estava tambem a responder a este, até certo ponto.

Interessante, não?

Quanto ao relaxamento nos braços de Deus...recordei que muitas vezes, quando oro por um dos meus filhos que tem sofrido bastante...mais que os outos três...eu costumo pedir ao Pai:
Pai querido, abençoa o meu filho, pega-lhe ao colo e acarinha-o, deixa-o repousar a sua cabeça cansada, no teu peito de amor...
Põe a tua mão sobre a sua cabeça e abençoa-o, por favor ó Pai.
Olha para ele com bondade e ajuda-o.Ele precisa tanto de ti...

E não é que depois eu constato que o Senhor fez isso mesmo,e a alegria e a tranquilidade voltaram!?

Ainda hoje pela manhã, na mensagem matinal que enviei aos meus migos, eu transcrevia este belísimo versículo:

"Não temas porque eu te remi, chamei-te pelo teu nome, tu és meu." (Isaías 43:1)

Consoladora, a Palavra de Deus!

Mu bom amigo, tenha uma boa noite de descanso.

Um abraço

viviana

Cursos de Teologia disse...

A Faculdade Teológica das Assembléias de Deus de São Paulo está oferecendo gratuitamente o curso Básico de Introdução à Psicanálise a todos aqueles que realizarem um de seus cursos online durante o mês de março e abril.

Ao fazer qualquer um de nossos Cursos Online, você ganha o curso Básico de Introdução à Psicanálise inteiramente GRÁTIS!

A Faculdade Teológica das Assembléias de Deus de São Paulo oferece mais de 90 cursos, realizados inteiramente pela internet. São cursos voltados à área da Teologia ou Psicanálise e que promovem um grande diferencial no currículo secular, como também, na àrea ministerial/eclesiástica.