quinta-feira, 24 de março de 2011

POR QUE GRITAMOS?


Um dia, um pensador indiano fez a seguinte pergunta aos seus discípulos: - Por é que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?
- Gritamos porque perdemos a calma - disse um deles.
- Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao nosso lado? Questionou novamente o pensador.
- Bem, gritamos porque desejamos que a outra pessoa nos ouça, respondeu outro discípulo.
E o mestre volta a perguntar: - Então não é possível falar-lhe em voz baixa?
Várias outras respostas surgiram, mas nenhuma convenceu o pensador. Então ele esclareceu:
- Vocês sabem porque se grita com uma pessoa quando se está aborrecido? O facto é que, quando duas pessoas estão aborrecidas, os seus corações afastam-se muito. Para diminuir esta distância precisam de gritar para poderem escutar-se mutuamente. Quanto mais aborrecidas estiverem, mais forte terão que gritar para ouvir um ao outro, através da grande distância. 
Por outro lado, o que sucede quando duas pessoas estão enamoradas? Elas não gritam. Falam suavemente. E por quê? Porque seus corações estão muito perto. A distância entre elas é pequena. Às vezes estão tão próximos os seus corações, que nem falam, somente sussurram. E quando o amor é mais intenso, não necessitam sequer sussurrar, apenas se olham, e basta. Seus corações se entendem. É isso que acontece quando duas pessoas que se amam estão próximas. 


Por fim, o pensador conclui, dizendo:- Quando discutirem, não deixem que os vossos corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará um dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho de volta.

5 comentários:

Ni disse...

lINDA MENSAGEM, pAULO. oBRIGADA POR ME FAZER PENSAR MELHOR ANTES DE GRITAR COM ALGUÉM, RS
GOSTO MUITO DE SEU BLOG E ESTOU SEGUINDO. VOCÊ, ALÉM DE ESCREVER BEM,. TEM BOM GOSTO PARA ESCOLHER O QUE PUBLICA

Anónimo disse...

Por vezes é mesmo preciso gritar!

Patrícia Lozano disse...

Muito lindo!

Viviana disse...

Olá, meu querido amigo Paulo

Há muito que não passo por aqui.

Hoje vim dar-lhe um abraço e "espreitar" as coisas interessantes que aqui vai publicando.

Vejo com alegria que a qualidade e o bom gosto continuam a imperar por aqui.

Gostei imenso deste texto.

Creio que já o tinha recebido uma vez via e-mail.

Por sistema não grito com ninguém; é mais facil chorar do que gritar.
Sinto-me muio magoada quando gritam comigo.

Despertou-me a atenção.
Creio que preciso de o trazer sempre á memória.
Obrigada por tê-lo partilhado aqui connosco.
Um grande abraço e o desejo de um excelente fim de semana.

viviana

Manuel Filipe Santos disse...

Adorei e partilhei.
Obrigado,
Filipe.