terça-feira, 15 de novembro de 2011

A ALMA PROCURA DEUS



10 de Fevereiro 1916 

(...)Esta fome, que me acompanha por tantos anos, era a vontade de enxergar o que estava além de mim. Tentei de diversas maneiras, e agora encontrei o único caminho certo: através de Deus.
A alma procura Deus, como o ar quente busca as alturas, e os rios correm para o mar. A alma tem dois poderes: o desejo de buscar, e a capacidade de lutar por este desejo.
E a alma nunca perde seu caminho, da mesma maneira que a água não corre montanha acima. Por isso, todas as almas estarão em Deus, não importa quanto tempo isto demore.
O sal não perde suas propriedades, mesmo quando misturado a todas as águas do oceano. A alma não perde esta fome de Deus; ela é eterna, e um dia será saciada.
A alma jamais deixara de buscar a Deus. E quando o encontrar, irá descobrir que Ele também a estava buscando.» 


Kahlil Gibran, em "Cartas de amor do profeta" 

3 comentários:

Emilio Josino disse...

Muito bacana e inspirador. abraços,

borboleta psique disse...

Gostei muito do texto.

Parabéns pelo blog. Já está nos meus favoritos.

Anónimo disse...

A minha alma tem sede de ti, Senhor.
Procuro, procuro e tantas vezes
não te encontro, Senhor…
Mas eu sei que Tu és Deus, o meu Deus
e tal como uma criança eu dependo de Ti.

A minha alma tem sede de Ti, Senhor.
E a fonte, umas vezes tão perto, outras tão longe…
E a sede aumenta, a alma enruga e entristece.
Mas eu sei que estás sempre comigo
que a Tua presença me faz descansar
e sentir o desejo de estar pertinho de Ti.

Ficar vigilante porque Tu vens
aumenta a sede de minha alma, Senhor.
Eu sei que Tu me guias, me orientas em todos os desertos da vida,
me confortas, me dás colo.
Como posso agradecer?
Seja feita a tua vontade
Assim na terra como no céu.
Ámen!