quinta-feira, 7 de junho de 2007

O explorador


Ao meu amigo de além-mar - H.K. Merton

Voltou o explorador para o seu povo
que o esperava ansioso por saber
tudo sobre o Amazonas. Entretanto,
com que termos podia ele exprimir
todos os sentimentos que inundaram
o seu coração, quando viu, na densa mata,
aquelas flores de beleza sem igual?
E, quando ele ouviu, à noite, os sons da selva?
Como contar os seus medos e ansiedades
perante a ameaça das feras e dos rios
que ele em frágil canoa navegara?

Eis o que ele disse, então: «Ide lá vós mesmos!
Nada melhor que o próprio risco
e a experiência pessoal». Para guiá-los,
deu-lhes um mapa do Amazonas.
Pegou, então, no mapa aquela gente,
pôs-lhe uma moldura e colocou-o
numa sala da sua Prefeitura.
Fizeram dele cópias pessoais
e cada um que possuía destas cópias
já se julgava um bom conhecedor
do famoso Amazonas, pois no mapa
estavam todas as curvas deste rio,
igarapés, cascatas, corredeiras.
E o pobre explorador arrependeu-se
de, um dia, lhes ter dado aquele mapa!
O canto do pássaro
de Anthony de Mello

2 comentários:

H K Merton disse...

O que posso dizer, querido amigo e irmão Paulo? Tê-lo encontrado é uma prova de que a internet, assim como qualquer instrumento trazido pelas novas tecnologias, pode servir (e muito) para se fazer o bem, se soubermos como usar. Uma palavra bem dita pode fazer muito pelo próximo.

Através dela, pude encontrar um amigo ancestral, que pensa e age, pelo que percebo, de modo muito parecido com o meu próprio. É um orgulho contar com a sua amizade, e é uma alegria ser homenageado por alguém tão especial, daí do Velho Continente.

O meu mais sincero muito obrigado, de um neto de portugueses e alemães, por parte de mãe, e de índios por parte de pai. Um autêntico brasileiro, como se vê.

A Paz seja contigo!

Flôr disse...

mapa... bússola..

O melhor mapa é... a Biblia.. que nos conduz ào paraíso...

Beijo florido da

Flor