quinta-feira, 9 de agosto de 2007

A escolha


Numa terra em guerra, havia um rei que causava espanto. Sempre que fazia prisioneiros, não os matava: levava-os para uma sala onde havia um grupo de arqueiros de um lado e uma imensa porta de ferro do outro, sobre a qual viam-se gravadas figuras de caveiras cobertas por sangue. Nesta sala, o rei ordenava-lhes que se posicionassem em círculo e dizia-lhes, então:
- «Vocês podem escolher entre morrerem atingidos pelas setas dos meus arqueiros ou passarem por aquela porta e por mim serem lá trancados.»
Todos escolhiam serem mortos pelos arqueiros. Ao terminar a guerra, um soldado que por muito tempo servira ao rei dirigiu-se ao soberano:
-«Senhor, posso fazer-lhe uma pergunta?»
-«Diga, soldado.»
-«O que havia por detrás da assustadora porta?»
-«Vá e veja você mesmo.»

O soldado, então, abre vagarosamente a porta e, à medida que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente... E, finalmente, ele descobre, surpreso, que... a porta se abria para um caminho que conduzia à LIBERDADE !!!

O soldado, admirado, apenas olhou o seu rei, que diz:
- «Eu oferecia-lhes a escolha, mas preferiram morrer a arriscar-se a abrir esta porta.»

Autor desconhecido

2 comentários:

Flôr disse...

Olá amigo :)

Eu já conhecia este belo texto, mas nunca é demais voltar a lê-lo!

A imagem é muito bonita... lembra-me...

Jesus disse:

"Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem".


Como seria bom que todos os que visitam os nossos cantinhos tivessem esta certeza, não é?

Boa sexta-feira para ti e família.

Que a paz de Cristo esteja em vós


Com carinho imenso da irmã e amiga Flor :)

Mizi disse...

Muitas vezes as pessoas preferem ficar com o que conhecem a arriscar um caminmho desconhecido. Muitas delas não percebem o que perdem por pura comodidade ou covardia!.
Abraços, amigo!