sexta-feira, 16 de maio de 2008

És o que dás


"... A morte onde cada um entra absolutamente só,
levando consigo unicamente o que se deu.
O que não se deu fica aí e apodrece pouco a pouco;
mas o que se deu é transformado em ser e vai com a pessoa para a eternidade. Porque o nosso ser constrói-se com o que damos..."

(François Varillon, em "Alegria de Crer e Viver)

1 comentário:

Caio disse...

Uhum! Que interessante!
Talvez esse seja o gozo do paraíso, nossas coroas.
Enquanto que o egoísta, viverá a sua solidão e seu tormento por ser em si mesmo sozinho o seu próprio inferno.