quinta-feira, 1 de novembro de 2007

O mestre e o escorpião


Um mestre do Oriente passeava junto ao rio, quando viu que um escorpião se estava a afogar e decidiu tirá-lo da água; mas quando o fez, o escorpião picou-o. Numa reacção instintiva à dor provocada pela picada, o mestre largou o animal que voltou a cair à agua e rapidamente se estava a afogar. O mestre tentou novamente salvá-lo, mas voltou a ser picado.

Alguém que estava a observar a cena aproximou-se do mestre e disse-lhe:"Desculpe-me, mas o senhor é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo?"

O mestre respondeu: "A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar”. Então, com a ajuda de uma folha, o mestre tirou o escorpião da água e salvou a sua vida.
Autor desconhecido

4 comentários:

Alice disse...

... é verdade meu amigo Paulo, nada, e nem ninguem pode mudar a nossa natureza...
Um lindo feriado pra vc !! bjusss

Lusófona disse...

Olá Paulo!! Cheguei aqui através do blog da Flôr =0)

Eu conhecia esta "mensagem", mas ao invés dum mestre era com um sapo... e é verdade, cada um tem a sua natureza, e nunca devemos deixar que o outro controle as nossas atitudes através das suas.

Adorei o blog!

Beijinhos

Constança disse...

A ajuda é um dom precioso. Porém, não são poucas as pessoas que nos ferem quando tentamos ajudá-las porque é essa a sua natureza. Assim, o melhor que há a fazer é contornar a situação.

Mamanunes disse...

Pois é... É assim que é.
Essa parábola é bem conehecida...
Ainda bem que o Senhor nos diz
"Venha como estás..."
E ainda:
"Não ptrecisava que ninguem falasse a respeito de ningume, pois Ele conhece o coração dos homens..."
Obrigada pelo post!
bjk
:)